quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Resenha: Espera


Meu povo,

Eu ainda estou viva sim. Não me transformei em bruxa, como sugere meu teste que deu como resultado a Bonnie, nem mesma fui pega por um monstro ou mordida por um vampiro ou lobisomem (essa parte eu admito, é uma infelicidade rsrsrsrs).
Eu simplesmente me tornei totalmente um ser noturno, ou seja, só mexo no pc de madrugada, o que, para uma pessoa que levanta todo dia as sete da matina, é uma infelicidade. Então, já sabem que ser mistico eu pareço nessas horas não sabem? um zumbiii kkkkkkkkkkk
Mas hoje, eu estou aqui.
Antes de fazer a resenha, vou dizer que além de Espera, eu terminei também o "Ladrão de Raios", que farei a resenha logo em seguida.
Em segundo, dar a noticia que Brincando com Fogo entrou na reta final, então para o fim é um passo rsrsrsrss ou melhor, alguns capitulos.
Mas, vamos ao que interessa. Porque eu estou perdendo meu tempo com blá blá blá quando os assuntos a seguir será o Sam e pouco depois o Percy?????

















Sinopse 

"Em Espera, Grace e Sam devem lutar para ficar em juntos. Para ela, isso significa desafiar seus pais e manter um segredo muito perigoso a respeito de seu próprio bem-estar. Para ele, isso significa lutar contra seu passado de lobisomem... e descobrir uma maneira de sobreviver no futuro. Adicione a essa mistura um novo lobo chamado Cole, cujo passado tem o potencial de destruir toda a matilha, e Isabel, que já perdeu seu irmão para os lobos, e, apesar disso, se sente atraída por Cole."

Ainnn, é demaaaais esse livro. Demais.

Mais uma vez o Sam demonstrou ser o cara perfeitooooo, perfeitooooo.
E a Grace, como eu ja supunha, mostrou que realmente não é aquelas mocinhas bobas dos livros.
Ela foi quase uma "Suze". Nossa, ela subiu MESMO no meu conceito.

Para melhorar a situação, surgiu o Cole.
Mesmo eu sendo totalmente apaixonada pelo Sam, não vou negar que o Cole tem seu charme. Mas é melhor mesmo ele ficar para a Isabel rsrsrs eles combinam mais.


Sabe, por mais que a história tenha tudoo para ser irritante, ela não é.
Todo mundo que lê conhece aquelas historias que mudam totalmente o rumo, dá tudo errado e a gente fica com vontade de afogar o livro não conhecem? (sim, acho que afogar um livro é o melhor modo de matá-lo rsrs afinal, água, papel.... vcs entendem rsrsrsrssr)
Mas, por mais que dê tudo errado, nao tenha um final feliz, nem nada disso, vc simplesmente continua amando a história. 
Nada de revolta! nada daquela coisa: sai da minha frente livro do mau :@

Mas, vc que nao leu, nao se preocupe comigo dizendo que nao tem um final feliz.
Eu digo isso referente ao meu julgamento. Eu desconheço o seu e talvez vc ache o contrário de mim.
E além do mais, ainda temos o ultimo vindo traduzido e quentinho por ai :D

Nessa história, o Sam é que é o maior sofredor rsrsrrs
Primeiro, ele está tendo de arcar com toda a responsabilidade de cuidar dos lobos. Agora que Beck nao se transforma mais em humano, e ele está curado, ele tem de cuidar de todos.
Além do mais, a Grace esta com uma doença misteriosa que, apesar de nem ele nem ela falar, eles sabem muito bem o que é.
E para fechar sua infelicidade, os pais da Grace estão fazendo de tudo para que ele mantenha distância dela.
É, as coisas nao estão muito boas para o lado do Sam rsrsrsrs, mas, como foi dito, ele é mais forte do que pensa que é.


Além do mais, agora tem o Cole.
Ele é um super astro do rock, filho de um cientista super hiper inteligente, e é a imagem do garoto problemático rsrsrs
Ele é super inteligente, talentoso, mas é aquele rebelde sem causa.
Ele quer de qualquer jeito se manter lobo eternamente.
Mas ele vai aprendendo valores conforme ele vai convivendo com a Isabel e com o Sam, e eu tenho certeza, no fim do livro ele já é outra pessoa.
Ele é ele de verdade.

As garotas, a Grace e a Isabel, estão mais como plano de fundo deles na historia.
A Grace esta doente, entao, suas passagens nao tem muita "ação". Ja a Isabel, está o tempo todo trazendo a realidade a Cole, e restaurando-o, parte por parte, a cada vez que eles se encontram.


E mais uma vez, a Maggie conseguiu passar a mente humana de uma maneira tão simples e verdadeira.
Tão leve ao mesmo tempo que mostra o peso dos nossos pensamentos em nossa vida.
Os personagens mostram a busca dos valores, do certo e do errado. De se manter quieto, se entregar ou ir atrás do que procuramos...
Enfim, tudo o que, de certa maneira, se passa em nossa mente, mas nós muitas vezes nao assumimos, ou deixamos de lado, por medo de pensar.

Essa história é mais do que uma ficção sobre lobisomens.
É uma metáfora das nossas vidas.
Ao menos é assim que eu me sinto diante dela.

Se você ainda nao leu a série, espero que leia e se apaixone tanto quanto eu.
Se já leu o primeiro e está em duvida em relação ao segundo, oq eu duvido muito, leia que nao vai se arrepender. É perfeito como o primeiro. E especialmente perfeito *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário