sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Amor e Inocência

Peoples,


Estou aqui pra falar de um filme que amoo de paixãaao mesmo, q é Amor e Inocência.
Nesse filme, é contada a história da Jane Austen, autora inglesa, nascida em 1775 e consagrada por livros como: Orgulho e Preconceito, Emma, Razão e Sensibilidade... entre outros.
Eu me apaixonei pela obra dela assim que li pela primeira vez ( e é claro, nao poderia não deixar bem claro que todos os méritos aqui são da Lêh *-* kkkkkk ela, a maior fã de Jane Austen que já vi, foi quem me incentivou a começar a ler... Brigadaaa Lêh ;D).


Como eu ia falando, fiquei encantada por sua obra, por seus personagens... Assim, quando soube que tinham feito um filme sobre ela, fiquei loucaaa pra ver. Ainda mais, tendo um elenco de peso, com Anne Hathaway (q interpretou, e digo q muuuito bem, nossa querida princesa Mia, personagem da Tia Meg), Julie Walters (Ela imortalizou a Molly Weasley não? será a eterna mãe do Rony, em minha mente), e Maggie Smith (Professora  McGonagall *-*). 



E digo, esse filme se tornou um dos clássicos em minha vida. Já perdi as contas de quantas vezes já o vi. É realmente muito boooom. Vejam a Sinopse:


"Na sociedade inglesa de 1795, apenas o dinheiro fazia funcionar a sociedade classicista da época e amar era considerado tolice. O Senhor e a Sra. Austen querem o melhor para sua filha caçula e planejam casá-la com o rico sobrinho de uma nobre senhora da região, mas a jovem Jane, abençoada com um espírito independente, enxerga muito além de riquezas e posição social, além de orgulho e preconceito. Ela quer se casar por amor. E é neste momento que Jane conhece o irlandês Tom Lefroy, um estudante de direito em visita ao campo. Ele é bonito, inteligente e... pobre. Seus caminhos se cruzam várias vezes. Eles duelam verbalmente na floresta, dançam no baile da assembléia, ela o derrota no jogo de cricket e ele lhe dá Tom Jones para ler."


Além de tudo isso, nos vemos os preconceitos que ela passou para conseguir o que queria. Todo o sofrimento para ser uma AUTORA naquela época. Era uma coisa considerada totalmente imprópria e irracional. Loucura, no  sentido mais certo da palavra... e todo esse desenrolar me encantooou. (nem me identifiquei, q isso, maginaaaa kkkkkkk)


E, outra coisa q me chamou atenção nesse filme foi o fim. É surpreendente. Garanto q ninguem, a nao ser quem ja conheça a historia poderá adivinhar. È simplesmente, um fim REAL... acho q foi isso q mais me prendeu, o fato de que mostra como a vida realmente acontece, sem o Happy End meloso e comum, normal em romances (nao que eu tenha algo contra... as vezes ver happy ends melosos fazem bem a alma kkkkk ), mas esse filme mostra como as coisas sao, sem fantasia.... (Confesso q tem uma parte do fim que sempre choro ao ver kkkkkkk se quiserem saber, vejam tbm q com certeza descobrem "na hora")






É simplesmente maravilhosoo... indico a quem perguntar. Não há duvidas q é um dos melhores filmes pra se ter em casa. O filme é quase como um livro. Cada vez q vc vê, descobre tudo novo. Detalhes novos, fatos novos... fica se perguntando: e se tivesse acontecido assim, oq teria acontecido? será q era aquilo mesmo, ou só impressão?
Vcs tem de ver, não tem como se arrenpender...

Bjinhos pessoal :D

4 comentários:

  1. Ahhhhhhhhhh estou louca para ver este fiilme!! Sou fã de Jane Austen (rs, méritos á Lêh, como você disse Pam, rs) e também da Anne diva#!! A história me parece liindaa e como você falou, é real... a Jane sofreu muito, pobrezinha, maas seus escritos fez muita gente feliiz (eeu \o, rs)

    ResponderExcluir
  2. Vc tem de ver.... e algo me diz q verá logo logo *-*

    ResponderExcluir